Sob o Luar

.

No azul marinho que colore a chegada da noite, o vermelho quente de nossa grande fogueira nos acolhe.

Estamos sentados em círculo, honrando as velhas histórias. Há uma música no ar e um aroma antigo também. Se sente algo quase tangível a roçar nossa pele, a acariciar nossas almas.

A noite é nossa amiga e a lua nossa guia. Tem cheiro de infância ou de uma memória a muito esquecida, mas que na respiração quente dos ali acolhidos reanima e ergue a chama vívida.

0 comentários